free site statistics
|

terça-feira, fevereiro 28, 2006

...


aguardando que a crise passe...

|

domingo, fevereiro 19, 2006

envolvencia...

O mundo gira à volta de um só eixo ???!!...

Que outro título te sugere o delicioso desenho da Elena Dolgova ??





|

quinta-feira, fevereiro 16, 2006

questão de técnica...


|

Sísifos... ai, ai... somos todos nós....



Pedra de Sísifo

Sísifo sobe a encosta e do seu rosto

verte o suor de seu esforço.
Rolando a pedra sempre para cima
imagina um término para sua sina.
Sísifo, não sabes por ventura
que habitas um inferno de procura?
Pensas no fardo que te coube por Destino:
levar a pedra, tua vida, ao alto do cimo.
Não te conformas de ser a vida pedra
que o tempo todo se promete e não se entrega
e nem se completa mesmo que tanto se prometa
nem se explica por mais intensa a busca aflita.
Labutas nesta faina noite e dia
enquanto alheio desta luta o tempo fia
uma túnica que lhe serve de mortalha.
Inútil querer vencer esta batalha.
Só te resta rolar a pedra pela escarpa
esperando a resposta que te escapa.
O teu trabalho é desígnio de Destino
e Destino é o nome que dás ao mistério.
Destino para ti é o que não tem caminho,
além de todos, entre deuses, um deus sozinho.
É a palavra para o que não se explica,
onde toda palavra nada explicita
e o que ali não termina
com certeza dali germina.
Sísifo sobe a encosta e a vida segue igual,
vida de um ponto de vista mais geral
igual em tudo a tudo que virá.
Ser Sísifo é este hábito de labuta
de quem sabe o que no topo se dará.
Sempre a metódica busca
de prosseguir e resignar-se,
de não atingir e enfrentar impasses.
Sísifo me respondas: a pedra te justifica?
Esta caminhada para o cimo nos explica?
Mal de Sísifo não é eterno.
Chega a morte e o leva ao termo.
Mas por mais que a morte insista
vem a vida e já se infiltra.
A vida se renova em cada fruto
e assim se propaga a eterna luta.
A vida na vida se inaugura
e Sísifo, és eterno, pois, nalgum ventre
outro Sísifo agora se encasula.
A mesma pedra, o mesmo olhar a frente
o Sísifo menino presencia.
E se não fosse a luta, esta criança, o que faria?

faces

|

quarta-feira, fevereiro 15, 2006

já decidi

DEPOIS DA CHICOTADA PSICOLÓGICA...

JURO

QUE A CONTAGEM DECRESCENTE

COMEÇOU !!!

|

terça-feira, fevereiro 14, 2006

porque é dia dos namorados

Há palavras que me beijam
como o vento que me acaricia…

Há palavras que me emocionam
cortando-me o ar num sufoco
e o mundo... fica suspenso...


Ficou suspenso agora.


Foi MUITO bom ler-te hoje.
Adorei as tuas palavras.
Beijo-te

|

dia dos ... ENAMORADOS



a TODOS os que visitarem este espaço, desejo um especial
dia dos... ENAMORADOS

|

domingo, fevereiro 12, 2006

fire!!!

ESTOU PROTEGIDA
Não abras fogo sobre mim...

já APRENDI
a não me deixar... ARDER...

|

o fogo

No calor da bigorna
com pancada e fogo ardente
moldaram-se muitos corações de ferro...
xxxxxxxxxxx
O fogo fascina-me e amedronta-me
atrai-me, mas... afasta-me.
Embora me possa iluminar
eu apenas persigo
alguns pequenos fachos luminosos...
xxxxxxxxxxxx
O fogo é como eu e tu...
Pode destruir
mas também ser fonte de vida...

|

sábado, fevereiro 11, 2006

post nº 100

Dedico este espaço à prosa poética que o Charlie vai semeando nos subterrâneos do blog...
Não mais o sol se atreveu a apagar as marcas que a espuma do mar deixou nas nuvens.
O ver é uma mera ilusão de escuridão quando as almas estão derramando toda a luz para o universo.

Por tanto no mar nadar,
por tanto do mar saber,
jamais passei pela doce angustia
de sentir-me na imensidão perder.

Escrevo um desejo, um sonho suicida.
Renasço de mim e vejo nos despojos um ciclo que vivi, e donde retiro tudo o que aprendí para um novo existir.
Num novo ser, num novo mundo onde o céu é do Vincent Van Gogh. Onde o morrer não existe e é só descobrir novas vidas, em que o céu toma sucessivamente cores das quais nunca havia antes desconfiado.
O meu corpo cego na praia não me faz falta. Tenho outro.
Levo comigo o que aprendi e parto para o roxo do céu em asas cor de chumbo leves como o éter.
http://www.blogger.com/comment.g?blogID=19146583&postID=113934944186761161

relembrando Fernão Capelo Gaivota

BONS VOOS ... CHARLIE GAIVOTA!!


|

sexta-feira, fevereiro 10, 2006

verdades perdidas no tempo...


Não há fumo
sem
FOGOOOO

o fogo da sedução....

|

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

5 hábitos "estranhos"

Respondendo ao desafio...

Ahahahahah já me rio antes de começar…
Vamos lá a confessar hábitos estranhos mesmo…

1º à noite, quando sinto desconforto nas costas, uso umas calças de pijama pelos ombros, dando um nó à frente. Faço isto desde criança. É eficaz e liberta os braços…

2º adoro comer arroz de marisco, de peixe ou caldeirada, com colher…. Mesmo que seja fora de casa… :)

Agora coisas ++++ a sério.

3º Se ao praticar sexo houver muita emoção, soltam-se-me lágrimas…ADORO que as lambam, antes de se evaporarem…. Se tal não acontecer, acho um desperdício…

4º Gosto de homens peludinhos no peito e braços , para eu poder "brincar" enrolando os pêlos com a língua e depois puxando-os com os lábios… quando mais longos, mais lúdico…..

5º Este deveria ser inconfessável, mas, lá vai – ADORO ser velozmente penetrada pelo polegar de um homem…

Pronto…. Já está!!
Ainda fico corada…



|

segunda-feira, fevereiro 06, 2006

brisa fresca


Em dias cinzentos
empoleirada no cimo
de meus pensamentos/rochedos
passa, por vezes,
CERTA BRISA
que até me "refresca" as ideias...


Custa, mas, não desisto.
Vale mesmo a pena
trepar rochedos!!!....

|

sexta-feira, fevereiro 03, 2006

prazer em triplicado

"lirismo" de fraca cotação... :)

Meu rio desagua
na foz da tua mão...
Procura fundo a nascente
junto ao meu coração...
http://www.sexyin.net/forum/viewtopic.php?t=4753

|

quinta-feira, fevereiro 02, 2006

as tuas mãos em mim


Das tuas mãos em mim
conservo
o estremecer ao toque
o calor do contacto
o transbordar da ternura
e a ânsia inquieta do descobrir…


Um corpo é um mapa, disseram-me um dia.


Um mapa de rotas não traçadas
de percursos sempre inacabados
repleto de transcendentes encantos
ao dobrar de cada curva
ao contornar cada montanha
ao perscrutar cada gruta…


Gosto de mãos sabedoras.


Ficou-me na memória
o desejo feito água na boca
colhido pelas tuas mãos mágicas…

http://sexyin.net/forum/viewtopic.php?p=31164#31164


|

recado urgente

Segredei ao vento
que te segredasse
num sussurro baixinho
de sopro desmaiado

de lamento sentido
em cada dia sofrido
dentro do peito fechado.


Sei que me ignoras
mas quero que saibas
que deixaste em mim
DEMASIADA saudade…

|

quarta-feira, fevereiro 01, 2006

ainda ecoa...

O eco vai e vém.
Persiste.
Flutua no ar...
Mas
foi mesmo o último beijo.
A despedida...
sem ressentimentos...

This page is powered by Blogger. Isn't yours?