free site statistics
|

sábado, dezembro 31, 2005

desejo-te


|

diz-me um segredo....


... apenas algumas palavras
segredadas baixinho
entre dois beijos...
aguardo-as...

|

roupinha nova....


Transparências de uma recente prendinha natalícia…

|

quinta-feira, dezembro 29, 2005

encerrado ...para balanço...


ENCERRADO
para (tentativa de...) balanço...
de final de ano... «[:)

|

quarta-feira, dezembro 28, 2005

o momento


a VIDA é um momento...

é apenas e simplesmente
o momento em que acontece...VIDA

somente ESSE momento importa!!


Obrigada pelo momento... que foi egoistamente... só nosso...
Afinal, quem ganhou a prenda ?? !!

|

Olá. É para ti...


http://www.sexyin.com/forum/viewtopic.php?t=3750&postdays=0&postorder=asc&&start=8

http://mulher50a60.weblog.com.pt/arquivo/2005/04/papoila.html


|

o silêncio recheado de beijos...

http://bloguecartas.blogspot.com/2005/12/carta-sem-importncia.html
Charlie
´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´
Todo o silêncio recheado de beijos
é uma orquestra dos sentidos
em apoteose...
+++++++++++++++++
vivenciando a sinfonia perfeita,
rejubilando
no prazer SUBLIME...


|

terça-feira, dezembro 27, 2005

encontrei-te e trouxe-te comigo...

Encontrei esta opinião a propósito da magia da comunicação nos blogs... não a roubei.... apenas trouxe-a comigo... queria-a perto de mim.... quero dizer....eu... euee... bom.... não sei gaguejar mais por escrito... pronto - RAPTEI-TE - está dito.

Obrigada Charlie...

Sinto-me cúmplice do teu sentir...

As letras-teclas deixam-me nos dedos as impressões da pele do teu corpo.

Sim. Escrevo para me leres. Só assim te sinto arrepiar.
Aproximo a boca do teclado e os teus aromas estão mesmo à flor de mim.
Basta passar um dedo pelos lábios e estou a beijar-te, e a ver os olhos a fechar-se como os meus que fechados se abrem para ti.
Aquí mesmo tão ao pé de mim que te sinto dentro.
Duas teclas mais e avanço para um espaço.


Infinito.

Deixo-me cair na realidade que é mais forte que a outra, maçadora e igual todos os dias.
Desligo a máquina dos sonhos. Já não preciso dela.

Tenho-te no meu peito.
Sinto-te nos meus lábios, e vejo o mundo pelos teus olhos.
Toco-me num abraço e és tu quem suspira.
Rio-me com a tua boca.
Sinto-me com o teu sexo.
Afundo-me em ti.
Sem pressas.
O tempo não existe.
Os orgasmos meus,
esses,

serâo todos teus...

charlie

http://bloguecartas.blogspot.com/2005/12/aos-meus-companheiros-de-aventuras.html

|

segunda-feira, dezembro 26, 2005

também quero um....



se existir... quero um só pramimmmmm !!

melhor pensando... quero dois !!!..... :)

( fico com um de reserva... prás faltas.... :) )

|

faltam 5 dias...


o que vai acontecer afinal ??!!!

|

sem título....


Não sei porquê, meu pensamento esvoaça para alguém que julgo experimentar altos voos….

http://webcedario.blogspot.com/


|

ahahah ADOREI...irresestível...

A lingua portuguesa é deliciosa... e o bacalhau também....
....

É que a sensualidade de uma posta de bacalhau tem lá tudo.


De faca em punho, penetra-se a posta para conseguir as lasquinhas de carne para mastigar demoradamente. O paladar salgado a entranhar-se em cada poro da língua. O fiozinho de azeite para lubrificar cada pedacinho e facilitar a absorção. As couves para dar uma outra textura mais pilosa no céu da boca.

Não lhe parece, Senhor Doutor, que quem comesse tudo já poderia cantar de galo?

ass- maria_arvore

http://chezmaria.blogspot.com/


´´É que a sensualidade de uma posta de bacalhau tem lá tudo´´.

ahahahah a sensualidade está mesmo dentro da nossa cabeça, vem de dentro para fora...

Quando voltar a comer bacalhau... lembrar-me-ei do que li hoje... e. ahahah …degustá-lo-ei com redobrado prazer...
Apenas um reparo - nesta receita, não há inclusão de grelos !…
Na terra onde habito…USA-se….


|

tradições...


Hoje
Portugal desperta enjoado
das barrigadas gastronómicas
de ontem...

Que nojoooo...

|

domingo, dezembro 25, 2005

numas palhinhas deitado...


rico menino... numas palhinhas deitado...

|

sábado, dezembro 24, 2005

a porta está aberta...

deverias vir vestidinho...

DESPIR ... humm... faz parte integrante
do ritual sagrado...


|

sexta-feira, dezembro 23, 2005

no átrio das delícias...


A Língua No Átrio Das Delícias

De repente eu me vejo boca cheia com a minha língua beija-flor friccionando a ignição do eflúvio mais que saboroso do teu isósceles invertido que goteja fora de órbita de tanta tesão no encontro das coxas de tua nudez de janelas abertas e portas escancaradas.


Não me furto, nem posso;
nem pestanejo, muito menos;

e vou avançando sobre a cachoeira dos prazeres de tua orquídea apetitosa para a libação exploradora do ventre até o âmago deslumbrante de fruta boa madura, baínha do néctar de toda flora possível, fruteira das maravilhas, roseiral de todos os perfumes.

Vou determinado com garra, ímpeto e loucura pelo depósito de luxúria com meus ósculos de paixão doida varrida, beijando, lambendo, chupando a drupa deiscente na dilatação da vulva aflorada.

E pela baga suculenta vou perquirindo as entranhas de cheiro bom e provocante da tua terra, perscrutando teus segredos mais recônditos e mais crescendo com meus arrojos pelas estalactites do gozo, pelas estalagmites do cio, além da cratera de um vulcão em perene erupção de volúpia.

Revolvo tudo me lambuzando nesse repasto opíparo, na fartura do mel das tuas entranhas como quem garimpa delícia no esconderijo da tua alma de gazela atilada, enquanto faço-me glutão, dono absoluto, no átrio das delícias, para guardar os teus sabores e cheiros na saliva da carne.

©Luiz Alberto Machado

|

quinta-feira, dezembro 22, 2005

o sexo é SAGRADO...


O sexo é sagrado,
como salgadas são as gotas de suor
que brotam dos meus poros
e encharcam nossas peles.

A noite é meu templo
onde me torno uma deusa enlouquecida
sentindo teus pêlos sobre a minha pele.

Neste instante já não sou nada,
somente corpo,
boca,
pele,
pêlos,
línguas,
bocas...

E a vida brota da semente
dos poucos segundos de êxtase.

Tuas mãos como um brinquedo
passeiam pelo meu corpo.
Não revelam segredos
desvendam apenas o pudor do mundo,
descobrem a febre dos animais.

Então nos tornamos um
ao mesmo tempo
em que a escuridão explode em festa.

A noite amanhece sem versos,
com a música do seu hálito ofegante.

O sol brota de dentro de mim.
Breves segundos.

Por alguns instantes dispo-me do sofrimento.
Eu fui feliz.

Cláudia Marczak


|

Eu não tenho sonhos...


Eu não tenho sonhos.

No meu imaginário
apenas existe planície verdejante.

Um oceano calmo
onde não vislumbro
nem barco
nem vela...

Sinto um entardecer
tranquilo
avermelhado
promessa de novo dia
promessa de dia bom...

Hoje estou assim
completamente indiferente
à azáfama festiva.

Para mim , não há "Festas"....
Não sinto festas dentro de mim...
e também não precisa.

Estou calma
Sinto muita paz...

|

terça-feira, dezembro 20, 2005

um pouco de mim....


Hoje estou terrível…

Meu corpo reclama HOMEM
e eu apenas tenho o meu lilás…

Foi inevitável.
Meu pensamento voou para ti…

Acabei imaginando-te tocando-me…
Imaginando-te, toquei-me…

E fui intensa… veloz….

E mordi a minha mão
saboreando a tua…

De olhos fechados
refugiei-me no teu abraço…

Então senti e ouvi
lava quente brotando…
Transbordando…

Repeti
transbordei…
Repeti
transbordei...
repeti
transbordei…

Entre lágrimas, parei.
Pesava a solidão...
Doía o braço…
Tremia a mão…
É horrível fazer isto sozinha.
Aconteceu. Foi de tarde.

Acontecerá mais… pressinto-o…


foto e texto Papoila-Rubra


|

segunda-feira, dezembro 19, 2005

desejo-te


há dias a mais
iguais
no calendário da razão...
por isso
avança amigo...

|

domingo, dezembro 18, 2005

canibais...



devoramo-nos lentamente...

canibais em mútuo prazer.

deli...
sexyin 17-12-2005

como é habitual em mim, roubei a foto na net... agradecimentos aos desconhecidos donos.
Não considerem um roubo, mas sim, uma valorizção pelo destaque da vossa foto.

|

sexta-feira, dezembro 16, 2005

mãos...


Mãos...
o choque eléctrico do contacto...
o toque húmido
no entrelaçar dos dedos...
momento de partilha de corpos...
e... as minhas mãos vazias... frias...
Papoila_Rubra... gelada...hoje...

|

quinta-feira, dezembro 15, 2005

pairando sobre a tua nudez.....


foto de "pairante"


http://www.sexyin.com/forum.php

|

segunda-feira, dezembro 12, 2005

és a folha onde escrevo...


Teu corpo é a folha onde gravo o meu poema... à dentada....

|

domingo, dezembro 11, 2005

aperta com firmeza


não me deixes fugir...
aperta sem força mas com firmeza...
diz-me baixinho ao ouvido
o quanto me desejas...
faz-me querer mais...
e quando me oferecer...
deixa que te ganhe também...

deli...

http://opavao.blogspot.com/2005/12/camisa-cai-sobre-o-tapete.html#comments

|

sábado, dezembro 10, 2005

pensando em ti...


|

quinta-feira, dezembro 08, 2005

primeira vez...


Não posso deixar de registar aqui a primeira vez que vi esta parte do meu corpo emoldurada...

Obrigada, Moi...

|

brincando no Photo Editor...

Uma foto minha... aqui que ninguém me vê...

|

terça-feira, dezembro 06, 2005

cartinha ao Pai Natal


Querido Pai Natal
deste bloguinho te falo.
Este ano queria pedir
uma prenda que é um regalo…

Ao trazeres o saco cheio,
não esqueças este cantinho.
Dá prendinhas para todos
mas p´ra mim… sê bonzinho…

Olha, não aprecio bonecas,
e muito menos, um ursinho !
Anda lá, POR FAVOR,
põe-me o Deli no sapatinho…


Papoila- Rubra


|

segunda-feira, dezembro 05, 2005

odeio o friiiiooooooo....


Com frio..... brrrr ... sinto-me tão infeliz.... :(

|

laços subtis



''Estamos unidos ao mundo,
e aos mistérios do Universo,
por laços subtis.
O teu encontro com os outros
tem por objectivo
a tua própria harmonia''
Dugpa Rimpoché
Fotografia de Phil Hoffman

|

domingo, dezembro 04, 2005

para ti...

Beijo-te na crista da onda,
onde não se avista terra
ou qualquer porto de abrigo...


Foto retirada da net.
Texto e montagem papoila_rubra


|

sábado, dezembro 03, 2005

no pedestal do meu imaginário...


Deixas-me ficar contigo
em cima desse pedestal?

No colinho…
pele com pele,
boca com boca,
mãos nas mãos,
peito no peito…

Petrificados,
intemporais…

Deli-Papoila


até a pedra derreter com o calor dos corpos...

até que as mãos deixem as mãos e envolvam o corpo...
até que as bocas se entreabram e deixem sair a vontade da procura do sabor do outro...
até que a vontade de sair dali seja maior... BEM MAIOR...

deli...

http://opavao.blogspot.com/2005/12/deixas-me-ficar-contigo-em-cima-desse.html#comments

|

no teu colinho...


Quando não estás...
REINVENTO-TE...

Refugiu-me sempre
no teu / nosso SILENCIO...







Um silencio em mutuo êxtase. O universo pára a escutar-nos. Apenas se ouve o deslizar de uma língua na tua pele, abafado por lânguidos murmúrios de prazer. Empaticamente juntos.
beijo
deli...

http://www.sexyin.com/forum.php




This page is powered by Blogger. Isn't yours?